Avaliação e Intervenção do Terapeuta Ocupacional

Como avalia e intervém o Terapeuta Ocupacional?

Sendo o objetivo da terapia ocupacional que pessoa alcance a seu máximo das  suas potencialidade, autonomia e independência, o profissional avalia as atividades que a pessoa não consegue realizar e que são significativas para ela, considerando todos os apestos e factores que possam estar a comprometer o seu desmepenho, bem como os interesses, contextos e papeis da pessoa na sua vida.

Posteriormente analisa o desempenho da pessoa nas atividades do diárias e identifica as funções e competências que estão a limitar esse desempenho. Com esses dados, procede à construção de um plano de intervenção adequado, individualizado e personalizado com os objetivos a atingir. 

No processo de intervenção o Terapeuta Ocupacional vai  recorrer a atividades/ocupações significativas com o intuito de desenvolver, estimular, restaurar ou manter funções e competências, ou encontrar soluções, como produtos de apoio ou adaptações que permitam substituir a função comprometida ou facilitar a atividade. 

Assim, algumas das abordagens de intervenção da Terapia Ocupacional são: 

  • O treino de atividades da vida diária consideradas problemáticas pelo utente
  • Adapatação e Aconselhamento de mudanças no ambiente onde a pessoa realiza as suas atividades (Utensílios, mobiliário, eliminação de barreiras arquitétónicas...)
  • Aconcelhamento de Produtos de apoio
  • Orientação de cuidadores