Creche

Desde que nasce, o ser humano sofre influências de ordem externa e de ordem interna.

Estas influências estão de tal modo interiorizadas no ser humano, que muitas vezes não se percebe o que é influência da hereditariedade ou do meio.

“ (…) o desenvolvimento psicológico, é pois,  e sobretudo, um processo de construção pessoal realizado na dupla influência daqueles dois fatores(…)”.  J. Piaget.

Quando falamos na creche como o segundo grande momento de socialização, logo a seguir à família, a nossa abordagem deve ter em conta capacidades que estão identificadas na literatura sobre o desenvolvimento infantil como fulcrais para a saúde social e emocional da criança:  confiança, autonomia, iniciativa, empatia, autoestima.

Sendo que a intencionalidade do processo educativo que caracteriza a intervenção profissional do(a) educador(a) passa por diferentes etapas interligadas que se vão sucedendo e aprofundando. São elas:  observar, planear, agir, avaliar, e comunicar.